Pular para conteúdo
EMERJ

Escola da Magistratura do Estado do Rio de Janeiro

ícone da bandeira que traduz para o idioma Espanhol ícone da bandeira que traduz para o idioma Francês ícone da bandeira que traduz para o idioma Inglês ícone da bandeira que traduz para o idioma Português
Facebook da EMERJ Instagram da EMERJ X Twitter da EMERJ Youtube da EMERJ Flickr da EMERJ TikTok da EMERJ Spotify da EMERJ logo Threads  LinkedIn da EMERJ
Imagem da Fachada da EMERJ

Magistrados

Eventos

Cursos Abertos

Publicações

Portal do Aluno

Concursos EMERJ

EMERJ Virtual

Núcleos de Pesquisa

Fale Conosco

ES | FR | EN | BR
 
Fale Conosco
Facebook da EMERJ Instagram da EMERJ X Twitter da EMERJ YouTube da EMERJ Flickr da EMERJ TikTok da EMERJ Spotify da EMERJ logo Threads  LinkedIn da EMERJ

“A Evolução do Direito Civil – Sessenta Anos de Cátedra do Professor Rohling” é tema de palestras na EMERJ

Ícone que representa audiodescrição

O Fórum Permanente de Direito Civil Professor Sylvio Capanema de Souza da Escola da Magistratura do Estado do Rio de Janeiro (EMERJ) realizou, nesta segunda-feira (10), o evento “A Evolução do Direito Civil – Sessenta Anos de Cátedra do Professor Rohling”.

O encontro aconteceu presencialmente no Auditório Desembargador Paulo Roberto Leite Ventura, com transmissão via plataforma Zoom e tradução simultânea para a Língua Brasileira de Sinais (Libras).

Abertura

O diretor-geral da EMERJ, desembargador Marco Aurélio Bezerra de Melo, presidente do Fórum, professor do Programa de Pós-Graduação em Direito da Universidade Estácio de Sá (Unesa) e doutor em Direito pela Unesa, conduziu a abertura da reunião e afirmou: “Estamos aqui, em um dia de muita alegria para todos nós, com a homenagem ao professor Francisco Marcos Rohling pelos seus sessenta anos de cátedra na Universidade Católica de Petrópolis (UCP). Qualquer Escola se engalana de ter a ventura de homenagear um professor por seus sessenta anos de cátedra. Na verdade, nós é que somos homenageados por ter essa oportunidade”.

Palestras

A vice-presidente do Fórum Permanente de Processo Civil, desembargadora Natacha Nascimento Gomes Tostes Gonçalves de Oliveira, professora da EMERJ e mestra em Direito pela Universidade Gama Filho (UGF), frisou: “Para mim, todo evento na EMERJ é especial, porque ela é a minha escola. Mas um evento que eu posso render homenagens a um grande mestre que, além dos ensinamentos jurídicos, foi exemplo, ídolo e um paradigma a ser alcançado, é uma enorme honra e me deixa sinceramente emocionada”.

“É uma grande honra participar desse evento que é um momento de gratidão ao nosso querido mestre Francisco Marcos Rohling, meu professor, amigo, que começou sendo chamado de Chico, depois virou Don Francisco e agora é mestre Rohling”, pontuou o desembargador Cláudio Luís Braga Dell’Orto, vice-presidente do Conselho Consultivo da EMERJ, magistrado supervisor de Tecnologia da Informação e de Licitações e Contratos da EMERJ e mestre em Ciências Penais pela Universidade Candido Mendes (Ucam).

O juiz Glauber Bitencourt Soares da Costa salientou: “Ao longo de nossa vida acadêmica, temos muitos professores. Vêm lá da alfabetização até a vida adulta, dezenas e dezenas, mas é certo que os professores marcantes, aqueles que teremos lembranças eternas, dificilmente passam do número de 5. Esses são os especiais e que marcam a nossa vida para sempre. O professor Francisco Marcos Rohling está nesse seleto hall. Então, nada mais natural que ele receba essas homenagens e reconhecimento público”.

“A trajetória do professor Francisco Marcos Rohling transformou vidas e hoje nós estamos aqui para testemunhar isso e para registrar nossos agradecimentos e homenagens”, reforçou o defensor público Cleber Francisco Alves, da Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro (DPERJ), professor titular da UCP, professor associado da Universidade Federal Fluminense (UFF) e doutor em Direito pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio).

O professor Francisco Marcos Rohling, homenageado do evento, finalizou: “Realmente, essas lembranças são para mim muito caras. Agradeço de coração todas as homenagens tão especiais. Gostaria de falar aqui em agradecimento e em homenagem a todos aqueles que me deram a honra de me ouvir em sala de aula. As manifestações de carinho e de apreço dizem muito mais da generosidade de seus autores do que de méritos, superfaturados, do destinatário delas".

Homenagem

Desembargador Marco Aurélio Bezerra de Melo e o professor Rohling durante o evento.

Após o discurso do professor Francisco Marcos Rohling, o diretor-geral da EMERJ, desembargador Marco Aurélio Bezerra de Melo, entregou uma placa de homenagem da Escola ao mestre: “A Escola da Magistratura do Estado do Rio de Janeiro tem a honra de homenagear o professor Francisco Marcos Rohling pelos sessenta anos de cátedra, em reconhecimento a sua notável trajetória acadêmica e imensurável contribuição para a disseminação do conhecimento jurídico”.

Francisco Marcos Rohling

O professor Francisco Marcos Rohling é natural de Tubarão, em Santa Catarina, nascido em 15 de novembro de 1935. Em 1962, graduou-se em Direito na então Faculdade Católica de Direito de Petrópolis. Cursou mestrado em Educação na Universidade de Guadalajara, no México, em parceria com a UCP, e doutorado em Direito na Universidade da Guanabara.

É professor titular da Universidade Católica de Petrópolis, tendo ingressado no corpo docente da instituição em 1º de abril de 1964. Foi um dos fundadores do Centro de Pesquisas Jurídicas e Prática Forense da UCP (CPJPF-UCP), iniciativa pioneira no âmbito do ensino superior brasileiro no que se refere ao estágio curricular de prática jurídica. Também foi diretor da Faculdade de Direito da UCP por quatro mandatos e um dos responsáveis pela implantação do curso de especialização (pós-graduação lato sensu) em Direito Processual Civil da UCP.

É membro titular da Academia Petropolitana de Letras Jurídicas, membro emérito da Academia Petropolitana de Educação e membro honorário da Academia Petropolitana de Letras.

Em 2013, recebeu Comenda da Ordem do Mérito Judiciário do Trabalho, outorgada pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST). Além disso, é autor de inúmeros trabalhos jurídicos publicados.

Lançamento de livro

No encerramento do encontro, houve o lançamento do livro “A Justiça e o Direito”, organizado pelo defensor público Cleber Francisco Alves e pelos professores Fabiana Ferreira Pimentel Kloh e Maurício Pires Guedes.

Assista

Para assistir na íntegra, acesse: https://www.youtube.com/watch?v=macUX1MtI1Q

 

Fotos: Jenifer Santos

10 de junho de 2024

Departamento de Comunicação Institucional (DECOM)